sexta-feira, 2 de junho de 2017

Inovar nas atividades físicas

Olá pessoal!
Resolvi mudar minha atividade física,geralmente faço 40 minutos no simulador de caminhada,é muito bom quando está muito frio ou chovendo e bate aquela preguiça de sair de casa.Confesso que ás vezes enjoa um pouco.Caminhada ao ar livre é muito mais gostoso!O legal é sempre mudar um pouco para as coisas não caírem na mesmice e perder a graça!Lógico que precisamos ter algumas rotinas,mas sempre que posso tento inovar!Inclusive nas meus exercícios físicos diários.
Tenho uma bicicleta e resolvi usá-la kkkkkkk a bichinha tava lá me implorando para andar nela e já estou estudando faz um tempo como andar de bike para queimar calorias e glicose sem sentir dor nas subidas,pois isso que desanima usar minha bicicleta.
Geralmente eu ando de bike num local aqui perto de minha casa,chamado praça de eventos,mas sempre que tem algum evento lá fica difícil utilizar o local.Como sou mega medrosa no trânsito a bike só fica para fim esportivo.
Mas resolvi "usar"minha rua,ela é enorme e tem uma leve inclinação,na subida minhas filhas sobem na maior facilidade com a bike delas sem marcha,eu vou na minha na marcha leve e quase morro de cansaço!kkkkkkkk
Mudando o local para andar de bike,descobri que devido ao esforço da subida a glicemia cai e fica mais baixa durante um bom tempo.Nesse caso meu corpo precisará de menos insulina.
Contei isso pois sempre há tempo de mudar hábitos,sair do sedentarismo,o segredo é nunca desistir, sempre persistir!
Nosso corpo e saúde agradecem!

Beijo!!!
Cris Costa

domingo, 23 de abril de 2017

Diabetes,tireoide,desânimo

Diabetes é uma doença que quando não tratada traz consequências.Muitas pessoas não se cuidam corretamente por vários motivos,falta de informação,falta de oportunidade em obter tratamento adequado,algumas pessoas também apenas não de cuidam por não aceitar a doença,outras por não saberem que estão com diabetes,pela falta de compromisso do governo em repassar os insumos necessários para cada paciente, como falta de fitas, insulina, insumos da bomba...
Diabetes não controlada causa diversos problemas a longo e médio prazo isso a maioria acredito que já saiba.
Sim é possível conviver com a diabetes e ter uma vida normal como qualquer outra pessoa,tendo cuidado com a glicemia e alimentação.
O diabetes me ensinou a ser mais disciplinada com horários de alimentar,tomar medicamentos,fazer contagem de carboidratos,comer alimentos mais saudáveis,lógico que algumas vezes saímos da rotina nos finais de semana,quando tem alguma festa ou preciso viajar,sempre tendo o cuidado de fazer a contagem de carboidrato e monitorando as glicemias.
Algumas vezes as glicemias mesmo com bomba fica lá nas alturas,eu estaria mentindo se disser que minhas glicemias ficam controladinhas sempre,tem dias que elas saem do controle e jogo insulina até normalizar,nosso corpo é uma caixinha de surpresas e precisa sempre ir monitorando para ajustar as doses da insulina.
Hoje em dia está difícil controlar como deveria pela falta de fitinhas...preciso economizar pois não estou recebendo e as benditas são bem carinhas,estou fazendo no máximo 3 medições dia.
Isso desmotiva,pois é preciso medir para saber o quanto de insulina tomar na hora das refeições ou corrigir caso precise,mas como saber sem fitas para medição?Vou no chutômetro!Absurdo isso!

Isso me deixa triste,revoltada,chateada,sentindo de mãos atadas,um direito que estão me tirando e que pode colocar em risco minha vida.
Ano passado estava preocupada com a cirurgia da tireoide,pois descobri estar com um possível câncer e isso desestabilizou meu emocional,me fechei em concha,pesquisei muito na net sobre o assunto,era uma coisa "simples",mas que me deixou muito assustada,foi câncer na tireoide,antes da cirurgia era suspeito depois foi confirmada a malignidade... Nesse processo até fazer a cirurgia e sair a biópsia passei por vários momentos de medo,agustia e momentos de sentir que tudo daria certo e logo voltava a me preocupar,era uma montanha russa de sentimentos!Não sentia vontade de sair,só queria ficar em casa com minhas filhas.Hoje estou curada e segundo o médico não há chance desse câncer voltar pois era um câncer "bom".
Mesmo estando bem,alguma coisa mudou,logo após a cirurgia sentia muita disposição,mas 2 meses depois comecei a sentir um cansaço enorme,muito sono,desanimo...alguns desses sintomas sentia pela tireoide estar desregulada,mas ela não está mais aqui,qual seria o motivo desse desanimo todo?
Seria mesmo a falta da tireoide?Irei pesquisar.
Nunca se deve desistir de se cuidar,pois na vida sempre haverá momentos bons e ruins,basta enxergar que tudo que passamos na vida serve como aprendizado.

sábado, 22 de abril de 2017

Cadê meus insumos?

Estou seriamente pensando em parar de usar a bomba de insulina.E vou explicar o motivo.
A impressão que tenho é que o Estado acha que está me fazendo um favor me enviando alguns insumos,selecionando o que eles acham que eu preciso usar e repassando o que eles querem.Eu acho que eles pensam que do nada meu pâncreas volta a funcionar ou que a bomba não é de uso contínuo ou que a bomba funciona apenas com o cateter ou com o reservatório,pois foi isso que recebi meses seguidos,mês passado apenas o reservatório e esse mês apenas o cateter... eu acho que eles pensam que não preciso de insulina ou que a própria bomba fabrica insulina sozinha,que não preciso de fitas para fazer as medições pois minhas glicemias são perfeitas(ironia).
Sensor?Para que sensor?É um luxo desnecessário pois nunca tive crises de hipoglicemia que colocaram em risco minha vida por muitas vezes(ironia).Bomba de insulina é luxo,sensor é luxo,fitas de glicemia é luxo,insulinas modernas?kkkkkkkk Luxo.Resumindo o Estado acha que sou um peso para eles,pois os impostos que pago todo mês e olha que não são poucos,não pagam pelo meu tratamento,eles alegam que o Estado está quebrado,não sei se dou risada ou choro.
No caso eu tenho obrigação de pagar os impostos mas sem esperar nada em troca,minha saúde?Essa eu que arque com as despesas dos medicamentos caso queira um tratamento adequado.
Como não tenho condições de arcar com os insumos da bomba, da forma que as coisas estão mesmo com processo judicial que não estão cumprindo,em breve talvez precise voltar para as seringas.
Eu quero viver e não apenas sobreviver!

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Dieta com ciclos de jejum pode regenerar pâncreas diabético, diz estudo



Olá pessoal!Tudo bem?Hoje trago novidades,aqui uma reportagem de um estudo que já está sendo feita em seres humanos com resultados satisfatórios,segundo o estudo seguindo uma dieta passada e acompanhada por uma equipe médica é possível fazer o pâncreas regerar!Isso mesmo!Ficarei mais atenta sobre esse assunto e quando tiver mais informações irei postando aqui no blog!!Pelo que diz o estudo as células Beta do pâncreas voltam a funcionar tanto no diabetes tipo 1 como no tipo 2!Espero que dê certo e que logo logo chegue a tão sonhada cura!Abaixo segue a reportagem explicando como funciona:

"Uma nova dieta com pequenos ciclos de jejum consegue fazer o pâncreas afetado pelo diabetes recuperar suas funções, afirmam pesquisadores americanos. Experimentos com cobaias mostraram que quando o órgão - que ajuda a controlar a taxa de açúcar no organismo - se regenerou, os sintomas da doença desapareceram.O estudo, feito por um grupo da Universidade do Sul da Califórnia, foi publicado na revista científica Cell.Segundo os cientistas, a dieta consegue "reiniciar" o corpo e a descoberta é "potencialmente animadora" porque pode converter-se num novo tratamento do diabetes.Eles afirmam, no entanto, que as pessoas não devem experimentar a dieta sem acompanhamento médico.No experimento, ratos foram submetidos a um "regime que simula o jejum", explicam os pesquisadores.Durante cinco dias, as cobaias receberam alimentos com poucas calorias, poucas proteínas, pobres em carboidratos e ricos em gordura insaturada como azeite de oliva, óleo de milho e de canola, castanha do Pará, amêndoa, salmão, sementes de linhaça e abacate, entre outros.É um regime parecido com uma dieta vegetariana à base de nozes e sopas - mas com 800 a 1.100 calorias diárias.Depois, as cobaias passaram 25 dias comendo de tudo, sem restrições.Estudos anteriores já haviam indicado que esta dieta pode também retardar o ritmo do envelhecimento.

Reprogramação

Os ratos submetidos ao experimentos apresentaram regeneração em um tipo especial de célula no pâncreas: as células beta.
São elas que detectam o açúcar no sangue e, se este nível estiver muito alto, liberam insulina, o hormônio que pode controlá-lo.
"Nossa conclusão é de que ao levarmos os ratos a um estado extremo e trazê-los de volta - ou seja, ao deixá-los famintos e depois alimentá-los novamente - as células no pâncreas são levadas a uma reprogramação, que recupera parte do órgão que não estava mais funcionando", disse Valter Longo, um dos participantes do estudo.
O testes com ratos tiveram bons resultados tanto para diabetes do tipo 1 como para o tipo 2.
O tipo 1, ou diabetes mellitus, é caracaterizado pela destruição parcial ou total das células beta do pâncreas, que resulta na incapacidade progressiva de o organismo produzir insulina.
Este tipo aparece geralmente na infância ou adolescência, mas pode ser diagnosticado em adultos também. É sempre tratado com insulina, medicamentos, dieta e atividades físicas para ajudar a controlar o nível de glicose no sangue.
Já o tipo 2 se manifesta mais frequentemente em adultos, e está associado principalmente a um estilo de vida que faz com que o organismo não consiga usar adequadamente a insulina que produz ou deixe de produzir insulina suficiente para controlar a taxa de glicemia.
Cerca de 90% das pessoas com diabetes têm o tipo 2, de acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes.
Dependendo da gravidade, a doença pode ser controlada com atividade física e planejamento alimentar. Em outros casos, exige o uso de insulina e outros medicamentos.
"Em termos médicos, estas descobertas são potencialmente muito importantes porque mostramos - em modelos com ratos - que se pode usar a dieta para reverter os sintomas da diabete", diz Longo.
"Em termos científicos, as descobertas talvez sejam ainda mais importantes porque mostramos a dieta pode servir para reprogramar as células sem que se tenha de fazer nenhuma alteração genética nelas."

Como é a dieta?

O repórter Peter Bowes, da BBC, participou de uma experiência com o Dr. Valter Longo. "Durante cada ciclo de cinco dias de jejum eu comia um quarto da quantidade que as pessoas consomem em média e perdi entre dois e quatro quilos", explica.
"Antes de fazer o ciclo seguinte de jejum, os 25 dias em que comi normalmente devolveram o meu peso original. Mas nem todas as consequências da dieta sumiram tão rapidamente."
A pressão sanguínea de Bowes baixou, assim como o hormônio IGF-1, que está relacionado a alguns tipos de câncer.
"As refeições muito pequenas que eu fiz durante os cinco dias de jejum não tinham nada de gourmet, mas eu ficava feliz de ter algo para comer", relembra.
Para saber se a dieta pode ajudar também o ser humano, os cientistas a aplicaram em 71 pessoas durante três meses e constataram melhora do nível de açúcar no sangue delas.
No entanto, Valter Longo diz que as pessoas não devem se apressar em adotar o novo regime. "Não é uma boa ideia tentar isso em casa. A dieta é muito mais sofisticada do que se imagina."
Ele adverte que as pessoas podem "ter problemas" de saúde se fizerem o regime sem supervisão médica.
Segundo Emily Burns, da organização britânica Diabetes UK, a notícia é "potencialmente muito boa, mas precisamos ver se os resultados são verdadeiros para os seres humanos antes de sabermos o que significam para os diabéticos".
"Pacientes com diabetes dos tipos 1 e 2 vão se beneficiariam imensamente de tratamentos que possam reparar ou regenerar as células produtoras de insulina no pâncreas", afirma.
Fonte:http://www.bbc.com/portuguese/geral-39078364






sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Hipoglicemia e hipertensão

Olá pessoal!Tudo bem com vocês?
Outro dia estava em casa a noite,iria medir pois estava com sintomas de hipoglicemia.Mas não pude corrigir porque bateram na minha porta,precisei atender pois insistiram,taquei um pouco de açúcar na boca mas acho que não resolveu,glicemia continuou caindo e assim que pude voltar a cuidar da glicemia,medi e estava 35,resolvi medir também minha pressão arterial que estava 18 por 10!Imagina o susto!
Não posso passar nervoso pois sempre pressão sanguínea sobe,o normal nessas situações de estresse e nervoso é glicose subir lá nas alturas,mas como estava em hipo permaneceu em hipo!
Dessa vez senti fortes dores no peito,parecia que iria desmaiar!Liguei para minha médica que me orientou tomar um comprimido a mais de um remédio que já tomo e ir monitorando,tanto pressão quanto a glicose,na verdade ela queria que eu fosse para o pronto socorro por causa da pressão,mas como eu não quis ir, ela me orientou  como proceder e ir para o pronto socorro caso eu não melhorasse!
Pressão sanguínea normalizou,estava 13 por 8 e glicemia até que subiu pouco antes de dormir estava 198.
Engraçado que com o passar dos anos,ainda acontecem coisas sempre me surpreendendo...nesses casos a prioridade é tratar da hipoglicemia para poder saber o que fazer corretamente sem a cabeça estar confusa por conta da hipo  e foi o que fiz.
Tomo medicamento para hipertensão,adquirida após a gravidez das minhas filhas.
Os valores sempre ficam bonitinhos, sempre baixa a maior parte do dia!
Sobre a hipo mais a hipertensão como melhorei,não precisei ir para o pronto socorro,mas caso não tivesse melhorado seria a melhor solução.
E vocês já sentiram algo parecido?

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Site de receitas sem lactose

Olá pessoal!Tudo bem?
Eu estou com restrições a leite e carnes em geral,então estou tentando adaptar algumas receitas dentro de onde eu posso comer e pesquisando achei esse site Diário de receitas sem lactose,onde a dona do site posta várias receitinhas deliciosas e livres de leite,outras sem glúten,ovos e soja tudo bem explicadinho!Pena que ela não está mais atualizando o site,mas lá vocês encontrarão várias receitas doces e salgadas para quem tem algum tipo de intolerância ajuda muito!
Outro site é o Panelinha saudável,gostei muito desse site também,várias receitinhas veganas,leves e deliciosas!
Assim que puder irei postando minhas próprias receitas para vocês. 
Até mais!Beijos!!!
Cris Costa.

sábado, 14 de janeiro de 2017

Pão de leite diet de liquidificador

Reverter o diabetes é possível?

 Li uma reportagem de um certo médico endocrinologista que garante reverter o diabetes!O título da reportagem já me deixou intrigada pois  eu já tinha ouvido falar do médico em questão nas redes sociais.
Sobre essa reportagem,ela já engana quando afirma que o médico "reverte o diabetes"seguindo um programa revolucionário!
Ele está certo quando diz que mudando  hábitos alimentares,aliados a uma boa alimentação,contagem de carboidrato e exercício físico(não vi ele falando sobre monitorar as glicemias na matéria)ajudam a "controlar" o diabetes!

Ajuda a controlar gente!Não reverter!
Segundo o médico,seguindo esse programa "milagroso",que é uma alimentação baseada em ovos,carnes,frutas,legumes e ele fala em cortar todo carboidrato da dieta, os alimentos que ele citou como "livres" contém alguma fonte de carboidrato,mas não tem como cortar totalmente os carboidratos da nossa alimentação!

No geral ele cortou tudo que contenha farinha de trigo,massas,pães,bolos,biscoitos e alimentos integrais!Como assim cortar os alimentos integrais???
Ele afirma que alimentos integrais "incham", "inflamam" confesso que me deixou curiosa e irei pesquisar mais a respeito dos alimentos integrais!
Como tudo muda,assim como o ovo que época é vilão,época é mocinho,não irei  condenar o médico por dizer que alimentos integrais são ruins,tudo pode mudar num piscar de olhos,inclusive os alimentos ditos saudáveis!
Vale citar que alimento de origem animal também fazem mal a saúde!Existe hoje um número muito grande de pessoas que tem intolerância a lactose,a gluten,eu por exemplo tenho restrições com carnes e leite!
Mas vamos combinar que só o ser humano toma leite que não é da sua espécie,leite não é tão saudável como a indústria diz,mas esse será um assunto para um próximo post,resumindo leite de vaca é apenas para o bezerro e não para o ser humano!
Mesmo com restrições vi que consumo muitos produtos a base de leite e me assustei como quase a maioria dos alimentos tem alguma coisa de origem animal...é assustador!
Sobre os carboidratos,tomar cuidado para não extinguir da dieta sem ser por recomendação médica,pois dependendo pode levar a uma crise de hipoglicemia severa!
A única coisa que peço é que nunca,jamais deixem de tomar seu medicamentos sem autorização médica, acreditando em curas milagrosas,pois podem colocar sua vida em risco!

Leiam,pesquisem,perguntem!
Fica a dica!

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Metas para 2017

Olá pessoal!Tudo bem?Feliz 2017 a todos!!!!
Hoje minha filha de 11 anos mostrou a lista de metas dela para esse ano,achei muito legal e resolvi criar a minha e postar aqui para vocês!
Em dezembro farei um post(me cobrem kkkkkk)falando quais metas consegui cumprir!

  • Atualizar sempre o blog;
  • Beber mais água(confesso que bebo menos que deveria);
  • Fazer exercícios físicos diariamente (caminhada,bicicleta);
  • Me dedicar mais a minha saúde;
  • Ler mais livros;
  • Ler mais livros para minhas filhas antes de dormir;
  • Brincar com minhas filhas;
  • Ser mais paciente com minhas filhas;
  • Fazer vídeos sobre assuntos ligados ao diabetes aqui para o blog e de passo a passo para meus artesanatos;
  • Viajar;
  • Falar menos(falo demais da conta kkkkkk);
  • Aprender a dizer não;
  • Me desapegar das coisas que não me farão falta;
  • Ser mais paciente;
  • Ser menos ansiosa;
  • Comer mais frutas,verduras e legumes;
  • Diminuir a ingestão de  alimentos de origem animal;
  • Sair mais de casa;
  • Participar de movimentos sociais(em breve farei um post explicando,um exemplo é fazer trabalho voluntário).
Sei que são muitas metas,caso lembre de mais algumas vou atualizando o post!

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Meu aniversário!


Olá pessoal!Tudo bem?Hoje é meu aniversário!!!
Gosto muito de comemorar, pois é uma data muito importante na vida da pessoa, é um dia só nosso,um dia especial!
Especial por poder estar viva, agradecer por ter saúde, por ter três filhas lindas, por ter uma família que amo muito,agradecer pelos amigos, agradecer por todas as oportunidades boas e ruins que serviram como aprendizado, para poder me tornar uma pessoa melhor, poder ter mais experiência de vida e ver que tudo no final tem uma solução! Nada é eterno, nada é definitivo!Se hoje a sua vida está ruim, isso não quer dizer que amanhã ou depois não vai estar melhor!Sempre melhora!Basta ser otimista, ser persistente e nunca desistir!Aprendi que ser feliz é muito melhor que ser infeliz!Felicidade atrai felicidade, felicidade na maioria das vezes, atrai coisas boas, pessoas boas, atrai boas oportunidades, porque vemos a vida sempre a melhor maneira possível!Lógico, ás vezes atrai coisas ruins também, mas isso faz parte da vida!Nada é 100 % perfeito!
Viver é um eterno aprendizado e a cada ano que passa, aprendo mais e mais!
Abaixo uma lista de várias razões para comemorar nosso aniversário:

  • poder agradecer a dádiva da vida;
  • ter um dia diferente dos demais;
  • receber votos positivos que sempre nos faz bem;
  • receber presentes que é sempre positivo;
  • comemorar com família e amigos;
  • poder avaliar se evoluímos como ser humano.
Por tudo isso o nosso aniversário deve ser comemorado!É um dia único!É a data que marca o início da existência da nossa vida!
Obrigada por mais um ano de vida!
Feliz aniversário para mim!!!



sábado, 15 de outubro de 2016

Depressão e diabetes

Olá pessoal!Tudo bem?
Hoje irei falar de um assunto, que queria já poder ter falado a tempos aqui no blog, como forma de alertar e tentar ajudar, pois já passei por isso e não desejo para ninguém:DEPRESSÃO.
Eu nesses anos de diabetes já tive depressão algumas vezes e vou explicar o que eu senti e como consegui reverter.
A depressão começa, mas não sabemos que estamos com depressão, eu achei que estava apenas com desânimo ou que estava ficando doente,mas era um desânimo constante e nada me deixava feliz, sentia uma tristeza profunda que não parecia caber dentro de mim.
A primeira vez, acho que eu tinha uns 16 anos, eu chorava todos os dias, só queria dormir o dia inteiro, sentia muita fome e glicemias ficaram tão alteradas que acabei entrando em cetoacidose diabética, ficando uma semana internada até glicemia normalizar.
Depois que saí do hospital, já não estava mais sentindo aquela tristeza,pois o choque de ter sido internada e o estado que fiquei, me fez querer melhorar,para sair do hospital e ir para casa, mas eu não sabia que estava com depressão, eu mesma concluí isso anos depois.
A segunda vez eu lembro mais ou menos o motivo, terminei o segundo grau,era nova, a vida inteira pela frente, um mundo a ser descoberto, mas não foi assim... não consegui fazer faculdade, pois as faculdades da cidade que eu morava aqui em Minas Gerais eram particulares e minha mãe não teve condições de pagar, outra opção era fazer uma faculdade pública fora da cidade que eu morava,mas não pude fazer faculdade pois teria de morar sozinha ou em repúblicas e eu não tinha autorização para ir...
Tentei arrumar um emprego, mas não sei se por excesso de zelo e preocupação, minha mãe achava que eu não daria conta por causa da diabetes, ela dizia que eu iria passar mal e que o patrão iria ser cruel comigo e nunca me deixou trabalhar fora.
Nessa parte eu digo, o diabetes atrapalhou e muito minha vida, eu como era obediente, obedecia, questionava mas obedecia,  sempre escutei os conselhos da minha mãe, como disse algumas vezes questionava, mas sabia que ela  só queria meu bem por excesso de zelo,amor,preocupação e proteção.
Eu via minha vida passando e eu ali sem expectativa do que fazer da minha vida, me sentindo uma inútil, dependente.
Nisso eu entrei em depressão...lembro que nessa época eu comecei a ter problemas com meus dentes,com 20 anos de idade meus dentes começaram a quebrar e graças ao meu tio lá da Bahia, tio de coração, arrumou meus dentes e graças a ele não perdi todos meus dentes.
Tio se um dia você ler esse post,muito obrigada! Amo você!
Depois tentarei escrever um post só sobre os problemas que tive com meus dentes nesses anos de diabetes e cuidados que devemos ter.
Voltando ao post,essa depressão foi pior que a primeira, eu ficava dormindo horas, não comia direito, não tomava banho, sentia dores horríveis pelo corpo,câimbras terríveis nas pernas e pés, um hálito horrível com odor de acetona, sentia tontura, vomitava muito, dor de barriga,parecia que eu iria morrer...
O pior foi minha mãe não conseguir me internar,não tinha vaga e nem médico na emergência, estavam atendendo, segundo eles, só casos graves(eu era um caso grave, parecia um zumbi de tão pálida e magra) eles olharam para minha cara e disseram que eu poderia voltar caso piorasse(se eu tivesse piorado, não estaria aqui escrevendo esse post, só para deixar registrado) minha mãe voltou comigo num táxi, de tão ruim que eu estava.
Em casa ela tentou me curar,  fez um suco de laranja com beterraba  e fui tomando para ir hidratando, tomava duas vezes por dia, ela também fez um sopinha bem leve e com o passar dos dias fui melhorando.
Acho que ela por conta própria,aumentou a dose da insulina,tomava a Nph,não lembro pois te tão ruim que fiquei, não tinha condições de aplicar sozinha.
Quando melhorei, fui no posto de saúde e consegui um pedido de exame de sangue, jejum e pós almoço, fiquei feliz pois no resultado mostrou que as glicemias normalizaram.
Voltei no posto e marquei uma consulta com o médico clínico de lá, ele me passou na época Metformina,aumentou a dose da nph e as glicemias pareciam ter melhorado.
Logo depois procurei a associação de diabéticos que tem na cidade que eu morava(Barbacena)e contei o que tinha acontecido,me encaixaram com a médica endocrinologista de lá e fui consultando na associação e no posto de saúde,mas era aquele tratamento básico, insulina, metformina, dieta, exercício, exames de 3 em 3 meses. Eu achava que estava fazendo tudo certinho, eu seguia o que me era recomendado, mas hoje sabendo do o sobe e desce que ficam as glicemias  durante o dia, não sei dizer como era meu controle na real.
Nesse meio tempo conheci meu marido e vivi feliz para sempre, mas até engravidar, perdi meu primeiro filho com 8 meses de gravidez, era um menino lindo!Depressão não me pegou pois logo engravidei de novo e ajudou a superar,superei mas não esqueci meu filho lindo, fofo, cheiroso,gorducho(suspiros)...filha nasceu e me dediquei a ser a melhor mãe do mundo para ela.
Engravidei de novo, pela terceira vez e no pós parto descobri que estava com depressão pós parto,ela nasceu bem, quando saí do hospital, acho que a ficha caiu, eu me vi em casa com dois bebês e comecei a sentir um medo tão grande,de perder elas,que algo ruim poderia acontecer a elas, que eu não iria dar conta de proteger as duas, eu chorava todas as tardes quando elas dormiam, olhava para elas, beijava, chorava, tão pequenos, sentia que não merecia ser mãe de dois bebês tão lindas e indefesas, sei lá, coisa estranha de sentir,mas eu sentia, mas isso passou,foram 3 meses, mas foi muito ruim sentir isso.
Logo depois engravidei da minha terceira filha,quarta gravidez seguida e achei que eu iria sentir aquele sentimento ruim de novo quando ela nascesse. Mas não senti. Saí do hospital e voltei para casa mais forte, com três bebês foi só alegria. Vai entender né? Com duas deu depressão, medo, com três me sentia a super mãe!kkkkkkkk Mas eu sei que sou uma super mãe, disso me orgulho. Mudamos de casa, vida melhorou, marido empregou fixo, acho que isso ajudou a me fortalecer.
Com as meninas já maiorzinhas, descobri estar com comprometimento renal, o exame deu perda significativa da função renal e isso me desesperou e já imaginei:Pronto,agora me lasquei!Diabetes me pegou!
Já imaginei entrar em hemodialise e daí para pior.Chorava, achava que não teria mais tempo de fazer tudo que eu sonhei a vida inteira, imaginei não poder mais cuidar das minhas filhas,imaginei tudo de ruim possível.Procurei um nefrologista que me acalmou dizendo que era só cortar alguns alimentos da minha dieta,foram vários alimentos, me passou dois remédios que tomo até hoje e fazer exercícios físico, pois ajudaria a função renal e que viveria bem se seguisse todas essas recomendações.Já se foram quase 5 anos,de diagnóstico e estou bem, função renal estabilizada e seguindo todas as recomendações médicas para continuar bem.
Agora descobri que estou com um nódulo na tireoide suspeito de malignidade e terei de operar...do nada a médica descobre um nódulo,que de benigno vira suspeito,isso está me deixando bem preocupada e para piorar a famosa depressão batendo na minha porta!
Vontade de dormir,dormir muito, falta de apetite, me sentido feia, sem graça, sem vontade de fazer nada, sem ânimo de fazer nada.
Eu fiz dois posts aqui no blog explicando sobre o nódulo,segue o link: http://cristianediabeticaemae.blogspot.com.br/2016/09/paafpuncao-aspirativa-por-agulha-fina.html
Eu fui no médico especialista em cabeça e pescoço na semana passada, levei os exames e ele me explicou o seguinte: meu nódulo é suspeito de malignidade, suspeito significa que pode ser ou não, mas no futuro pode desenvolver para um nódulo maligno, se tornar um câncer.Para evitar que isso aconteça, ele sugeriu operar o quanto antes.
Já marcamos a data, só aguardando o plano de saúde aprovar.
O que está me preocupando é que terei de ficar internada lá em Belo Horizonte por 4 dias, a anestesia será total, poderei sentir dor ao engolir, dor que segundo pesquisei é como garganta inflamada só que bem mais forte, rouquidão que pode ser temporária ou para sempre, precisarei tomar reposição de cálcio, não poderei tomar anti inflamatório devido ao problema renal, podendo inflamar o local da cirurgia, medo de saber após a biopsia ser um câncer e não apenas um nódulo suspeito...enfim são vários medos que rodam minha cabeça e que está me deixando muito preocupada e deprimida.
Estou tentando ser otimista, mas não está sendo fácil!
Fico aqui na net, lendo sobre o tema, tentando fazer minhas artes, escrevendo para vocês aqui no blog, fazer essas coisas me ajudam a não mergulhar nesse mundo obscuro chamado depressão.
Sobre as glicemias, as minhas estão uma montanha russa, não estou cuidando da diabetes como deveria, comendo pouco,sem fazer nenhuma atividade física e para piorar estou sem fitas suficientes para poder medir,estou sem sensor de glicemia e isso está atrapalhando muito a manter as glicemias controladas...
Espero assim que operar, poder voltar com notícias boas.A cirurgia será no inicio de novembro.
Torçam por mim!Até o próximo post!
Beijo a todos!
Cris Costa




quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Diabetes e menstruação

Olá pessoal!Tudo bem?
Eu já havia feito um post sobre esse tema,menstruação e diabetes(http://cristianediabeticaemae.blogspot.com.br/2012/10/menstruacao-e-diabetes.html hoje volto com o post atualizado,com um assunto que considero muito importante na vida de uma menina/moça em especial diabéticas que estão entrando na puberdade.
Como vocês sabem,quando estamos na adolescência, nossa cabeça fica cheia de dúvidas e quando eu era adolescente não foi diferente! 
Uma das milhões de dúvidas na minha cuca, era de eu não menstruar ainda, sendo que a maioria das meninas na minha sala com idade igual a minha já tinham menstruado.
Eu lembro das amigas de escola,naqueles papos tipo clube da Luluzinha sabe?Unha,esmalte,cabelo,creme,namoradinho e a menstruação, algumas delas comentando que estavam menstruadas, que usava absorvente da marca tal, mas o engraçado que não ouvia elas reclamando das cólicas,o quanto era chato usar absorvente dependendo da roupa aparecia,antes os absorventes pareciam tijolo de tão grossos que eram e marcavam na roupa,hoje são super finos e super discretos, mas confesso que não curto absorvente,mas isso porque tenho alergia.
Existe hoje um coletor menstrual,eu ainda não tive a oportunidade de usar, mas quando usar farei um post contando sobre ele.
Eu achava que menstruar era o máximo!Coisa de doida kkkkkk Não sei o motivo disso,na verdade acho que sei,eu era meio que cobrada sabe?Sempre alguém da família perguntava se eu já tinha ficado mocinha (tradução:seu eu tinha menstruado)e eu meio que me sentia envergonhada por dizer que ainda não...
Hoje penso como eu era inocente,sem maldade naquela época.Saudades daquele tempo em que eu achava que poderia mudar o mundo...eu ainda posso,eu sei disso!
Mas voltando ao post,não sei se a diabetes atrapalhou fazendo atrasar minha menstruação, meus seios demoraram muito para desenvolver, eu fui menstruar com quase 15 anos de idade.E os ciclos não eram frequentes,ficava meses sem descer,descia e ficava sem descer de novo.Era muito irregular.E foi assim até eu conhecer meu marido e ter meu primeiro filho,na época que ganhei ele eu tinha 23 anos de idade e só depois da gravidez meus ciclos regularam,seios só cresceram devido a amamentação.
Minha menstruação só regulou depois do primeiro filho...mas tenho de fazer uma observação,eu nunca tinha ido num ginecologista,comecei a ir assim que engravidei isso com 22 anos de idade,eu como só tive meu esposo,nunca preocupei,fui errada tá pessoas?Eu deveria ter ido assim que comecei a "namorar" com meu marido,poderia ter tomado remédio para não engravidar,enfim várias coisas que a médica ajuda quando iniciamos nossa vida sexual.
Hoje a menstruação desce fielmente de 28 em 28 dias,quase 1 semana menstruada,não tenho TPM(marido agradece kkkk),eu tenho alergia a qualquer marca de absorvente,me deixam assada,também usando absorvente durante quase 1 semana direto ajuda a assar o bumbum da pessoa aqui kkkk,preciso usar pomada de assadura de bebê.
Uma coisa que acontece também nesse período pré e durante menstruação,são minhas glicemias,elas tendem a ficar mais altas e preciso mexer na basal da bomba de insulina,uso bem mais insulina nesse período.Converse com seu médico se notar alteração nas suas taxas glicêmicas,no meu caso assim que a menstruação desce,um ou dois dias depois,as glicemias normalizam.
Eu recomendo assim que começarem a menstruar,pedir sua mãe indicações e veja qual melhor ginecologista,ela provavelmente irá indicar o dela,peça para marcar uma consulta com uma ginecologista e tirar todas as suas dúvidas,se tiver cólicas qual o melhor medicamento usar,tirar dúvidas sobre TPM,sobre absorventes,mas com o tempo é você que irá sentir qual o melhor absorvente para você.
Já estou aqui pensando quando chegar a hora das minhas filhas... espero que demore,mas já conversei com elas, sobre esse assunto, expliquei que um dia elas também ficarão menstruadas igual a mamãe.Criança é bicho curioso, me perguntaram para que serve o absorvente,porque eu uso e eu expliquei meio que por alto.Bom que não vai assustar quando for a vez delas.
Espero ter ajudado!
Beijos a todos!

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Você já mediu sua glicemia hoje?

Para a galerinha DM: Você já mediu sua glicemia hoje?
Uma picadinha tão pequena que faz toda diferença no tratamento do diabetes!
Mas e quando não se pode fazer os testes de glicemia por falta das fitinhas?O que fazer?
Eu gostaria muito de poder medir minha glicemia em todos os horários e não ficar na base do chutômetro e muitas vezes errando os valores jogados na bomba de insulina e não estar podendo ter um controle adequado mesmo com a bomba de infusão...
Bomba é excelente,mas só funciona perfeitamente se tiver aliadas aos insumos(insulina,cateter,reservatório,sensor de glicemia no caso da bomba Medtronic e fitas de glicemia)mas quando falta um desses insumos atrapalha tudo!
Estou sem fitinhas e sem sensor...insulina esse mês está em processo de compra,tipo usarei a bomba sem insulina???Como???Dependo da insulina para viver!
Revoltante isso...
E termino a postagem perguntando mais uma vez:Você já mediu sua glicemia hoje?

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Hipoglicemia com desmaio e convulsão

Olá pessoal! Já até perdi as contas de quantas  vezes tive crises de hipoglicemia com desmaio,acordar no hospital toda molhada devido ao suor frio,tremendo muito,um frio insuportável!
Mas hoje vou relatar o que aconteceu,eu tive uma crise de hipoglicemia com convulsão,não lembro bem quando foi,mas acredito que uns 4 meses atrás.Eu estava numa espécie de sonho,um barulho parecendo um zumbido,tipo como se tivesse tudo rodando,num corredor com uma névoa esbranquiçada,não via o final desse corredor,tudo rodava,rodava e eu tentando puxar o ar,olhei para cima e acordei meio que sobressaltada,cabeça confusa,tentando entender o que estava acontecendo,a cabeça da gente parece que entra em suspensão,tentei colocar as imagens no lugar como um quebra-cabeça e finalmente acordei.Com os sintomas acima relatados,frio,tremedeira,perguntando pelas meninas(minhas filhas).
Impossível acreditar que mesmo com a bomba  de insulina,tive essa hipo severa,mas tive...não estou podendo usar o sensor,culpa do Estado de Minas,que mesmo com ação judicial, não está entregando meus insumos corretamente e devido a isso,colocando minha vida em risco.
Todo mês é a mesma putaria(desculpem o palavrão)mas é um sentimento de revolta,frustração!Mas voltando ao assunto,todo mês falta insumo,já era para ter recebido o novo Minilink desde abril desse ano,mas está num eterno processo de compra,estou sem receber o sensor desde novembro passado,pois devido a troca do modelo Sof para  o Enlite entrou nesse processo de compra de quase 1 ano e nada de comprar!Estado de Minas devendo milhões para Medtronic e quem se ferra somos nós!
Todo mês falta fita,depois do sensor,a fita é artigo de luxo(ironia)!Fitas e sensor são essenciais para saber como está minha glicemia e manter sob controle.Beleza!Como irei jogar os valores na bomba corretamente sem fitas e sem sensor???Resultado:HIPOGLICEMIA!!!
Eles dão apenas as insulinas e cateter,mas e o reservatório???Como irei colocar a insulina na bomba sem o reservatório???
Foda-se!!!É  o que pensam sobre nós!Morre que o gasto diminui para o Estado!É o que eles querem,só pode!Ou pensam, arquem com os insumos!Mas como,se são tão caros e eu ganhei o direito de receber pela justiça por não ter condições financeiras de bancar o tratamento!Mas vem a União e conclui que as insulinas que o governo dispõe serve para todo diabético do Brasil,esquecendo ou fingindo não saber que diabetes é tratamento individualizado!!!Outro detalhe só dão as insulinas,seringa você que se vire para comprar!
Falta de respeito,falta de humanidade,revolta,tristeza,frustração!!!


quinta-feira, 29 de setembro de 2016

CONSULTA PÚBLICA SOBRE A INCORPORAÇÃO DAS INSULINAS ANÁLOGAS RÁPIDAS AO SUS

No dia 13 de setembro, a CONITEC publicou em seu site um parecer preliminar negativo com relação à Incorporação das Insulinas Análogas Rápidas (lispro, asparte ou glulisina) para pessoas com Diabetes Tipo 1. O dossiê apresentado à CONITEC pela Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) e subscrito pela SBEM, SBP, ADJ, ANAD e FENAD demonstrou como principais benefícios da utilização das insulinas análogas rápidas a redução na frequência das hipoglicemias graves e o melhor controle das glicemias pós-prandiais (após as refeições). Hipoglicemias graves são aquelas nas quais o paciente necessita da ajuda de outra pessoa para resolvê-la e que ainda podem evoluir para convulsão, perda de consciência e morte, caso a hipoglicemia não seja identificada e tratada. É importante lembrar que o controle da glicemia pós-prandial também faz parte dos nossos objetivos no tratamento do diabetes e influencia o nível da hemoglobina glicada.
É de extrema importância a participação de pessoas com diabetes e seus familiares neste processo que decidirá se a insulina análoga rápida entrará ou não na lista de medicamentos do SUS. Para participar responda à consulta pública, manifestando a sua opinião (no espaço “Comente”) sobre a substituição da insulina humana regular (disponível na lista do SUS) pela insulina análoga rápida. Comente sobre a sua experiência com o uso das insulinas citadas e sobre os seus efeitos sobre o controle glicêmico (antes e após as refeições), hipoglicemias graves e noturnas e flexibilidade no tratamento (as insulinas análogas rápidas podem ser administradas antes ou imediatamente após as refeições e a insulina humana regular 30 minutos antes das refeições).
Este é o primeiro passo para melhorarmos o tratamento com insulinas em nosso país.
Para manifestar a sua opinião precisa apenas acessar o link e responder a Consulta Pública:http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario.php?id_aplicacao=28118